quinta-feira, 3 de março de 2011

Rapte-me, camaleoa.

 Regina Casé é 100% brasileira, 100% carioca. É tão brasileira que colocou o nome de sua filha de Benedita. Seu pai foi um dos fundadores da tv brasileira e influenciou muito a filha. Seu lado irreverente vem desde os anos 70 quando funda com Luís Fernando Guimarães o grupo teatral Asdrúbal trouxe o trombone. Os grupos que surgiram sofreram influência do Asdrúbal, que mudaram o jeito de fazer comédia e a arte teatral. A lém de Regina e Guimarães participaram Evandro Mesquita, Patricia Travassos, Nina de Pádua e outros.

Perguntaram uma vez a Chico Anísio o que Regina era: atriz ou humorista?. Ele de pronto respondeu: "Regina é qualquer coisa: atriz dramática, comediante, humorista. Ela é o que quiser". A prova é tanta que hoje é apresentadora. Já apresentou, Vem com tudo, Um pé de quê?, Minha periferia, Central da periferia, Muvuca e outros programas. Quem não lembra da Tina Turner em Cambalacho?. Simplesmente fantástica. E do filme Eu, tu  e eles? Um banho de interpretação.

O seu programa atual Esquenta tem todas as Reginas. O samba, os negros, uma verdadeira muvuca com sua espontaneidade, alegria e simpatia. Caetano já compôs pra ela. Então vem, Regina e nos rapte pra onde você quiser. É energia e alegria na certa.

2 comentários:

  1. Ela não é carioca...
    Nem tão pouco baiana,
    Ele é pernambucana ( caruaru)kkkk

    ResponderExcluir
  2. EU fiz o parto dela...Acompanhado do pai.

    ResponderExcluir